Notícias Exposição fotográfica mostra importância de programa da CAPES
Bolsista em destaque

Exposição fotográfica mostra importância de programa da CAPES

Publicado: Segunda, 25 Novembro 2019 16:04 , Última Atualização: Quinta, 28 Novembro 2019 17:41

25112019 José Roberto e a professora Rosane Brito na exposição fotografica

Graduado no curso de Tecnologia em Saneamento Ambiental pela Faculdade de Tecnologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), José Roberto Malaquias é mestre em Ensino e História de Ciências da Terra pela mesma instituição. Junto com Rosane Brito, professora e graduanda em Letras pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Malaquias preparou uma exposição fotográfica e uma palestra sobre o Programa de Qualificação de Docentes e Ensino de Língua Portuguesa no Timor-Leste (PDLP) na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB).

Qual o objetivo da exposição?

José Roberto:
A proposta de mostrar as fotos das escolas onde trabalhamos, ensino médio e ensino superior, e depois a palestra com o mesmo tema, pretendia provocar as pessoas a pensarem sobre como seria um trabalho em um país com uma cultura totalmente diferente. As fotos expostas trouxeram uma sequência das ações com turmas distintas, mostrando a diversidade que essas instituições de ensino apresentam, a precariedade de algumas instalações, com salas de aula cheia de estudantes, a participação e o interesse das turmas. Foram expostas, também, algumas fotos da cultura local, das paisagens que foram exploradas nos trabalhos de campo e do cotidiano timorense.

A Educação Ambiental, a Geografia e a Geologia foram abordadas de forma a trazer a realidade local para o ambiente de aprendizado dos estudantes e professores. Essa experiência traz saberes nos quais os estudantes se veem como parte integrante do lugar e também como agente modificador desse mesmo lugar. Esse posicionamento produz novos saberes: se reconhecer no lugar e compreender a dinâmica do lugar é pré-requisito para a autoafirmação como pessoa que exercita a cidadania, condição básica para o estabelecimento e respeito aos direitos humanos.

Rosane Brito:
Fizemos essa exposição na Universidade para divulgar o trabalho realizado no Timor-Leste, no período de 2013 a 2015, pelo Programa de Qualificação de Docentes em Ensino de Língua Portuguesa (PQLP). Quisemos evidenciar o apoio da CAPES nesse processo e expor que o trabalho no Timor foi interdisciplinar e multidisciplinar, pois juntaram-se diversos professores para trocar ideias sobre as estratégias para um trabalho em conjunto na divulgação da Língua Portuguesa.

25112019 José Roberto e Rosane Brito realizaram uma palestra sobre o programa PDLP

Por que o tema: A interdisciplinaridade no ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa no Timor-Leste?

José Roberto:
No Timor-Leste, o ensino de Língua Portuguesa e o ensino das outras ciências se deparou com quase nenhuma compreensão dos estudantes no entendimento do português no período em que as ações foram realizadas. Não tínhamos uma metodologia definida. Tínhamos sim, opções, que eram experimentadas no decorrer dos trabalhos. A interdisciplinaridade, por meio da visão sistêmica, possibilita a compreensão dos mecanismos de interação, que são constituídos por elementos inter-relacionados.

Rosane Brito:
Esse tema foi pensado por causa de todos os trabalhos produzidos no Timor-Leste, em que alguns professores não se limitaram somente às suas áreas específicas. Para a propagação da Língua Portuguesa, as disciplinas de ciências humanas e ciências ambientais se reuniram para um objetivo em comum: o ensino através da Língua Portuguesa. Para tanto, as fotos escolhidas tinham professores, áreas diversas, alunos de diferentes idades e setores timorenses, como funcionários públicos, exército, alunos secundaristas etc.

Qual a importância do apoio da CAPES para vocês?

José Roberto:
A CAPES faz jus ao seu nome. Ao enviar profissionais, das mais variadas áreas de formação, para atuar no exterior está promovendo o melhor aperfeiçoamento que um profissional pode ter. Seu apoio, nesse sentido, é fundamental. No meu caso, pude avaliar se o que aprendi no Brasil até aquele período era, de fato, suficiente para promover metodologias de ensino que constroem, em específico para a maioria das escolas públicas de São Paulo.

Rosane Brito:
O apoio da CAPES é imprescindível. Esse trabalho feito no Timor também é de suma importância política para a parceria do Brasil com outros países. Senti que representava o meu país através da CAPES.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu