Notícias Doutorado-sanduíche no exterior tem edital adiado
Coronavírus

Doutorado-sanduíche no exterior tem edital adiado

Publicado: Terça, 17 Março 2020 11:31 , Última Atualização: Quarta, 27 Mai 2020 19:27

Decisão obedece à recomendação da Organização Mundial da Saúde

Após declaração de Emergência Sanitária Internacional feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a CAPES adiou o lançamento do edital do Programa Doutorado-Sanduíche no Exterior (PDSE). As precauções aconteceram devido aos graves relatos de infecção pelo COVID-19, o coronavírus. O edital será lançado oportunamente, quando houver uma previsão de retorno das atividades das universidades brasileiras e estrangeiras.

A maior parte dos países de destino tradicional dos bolsistas do PDSE estão com trabalhos acadêmicos suspensos, assim como as instituições brasileiras e seus programas de pós-graduação. A paralisação já causou um alto número de solicitações de retorno antecipado por parte dos bolsistas e pesquisadores, justificados pelo fechamento temporário das instituições onde desenvolvem seus trabalhos.

A CAPES considerou que tais países declararam estado de alerta ou de emergência, além de suas fronteiras estarem momentaneamente fechadas ou fortemente monitoradas, exigindo quarentena para pessoas em mobilidade para seus territórios.

Assim como outros programas, a mobilidade acadêmica internacional fica suspensa por prazo indeterminado.

PDSE
O Programa Doutorado-Sanduíche no Exterior busca formar recursos humanos de alto nível, ao possibilitar que parte do curso seja desenvolvido em instituição de ensino superior fora do Brasil, com obrigatoriedade de retorno ao País para defesa de tese. Além disso, amplia o nível de colaboração e de publicações conjuntas entre pesquisadores brasileiros e estrangeiros, facilitando a internacionalização do ensino superior e da ciência, tecnologia e inovação brasileiras.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu