Notícias Pesquisa na Itália afetada pela pandemia é prorrogada
BOLSA

Pesquisa na Itália afetada pela pandemia é prorrogada

Publicado: Segunda, 27 Julho 2020 14:35 , Última Atualização: Segunda, 27 Julho 2020 14:39

Maíra Colombarolli avalia motivos para novo ganho de peso em mulheres que passaram por cirurgia bariátrica

27072020 foto dentro materia bolsa prorrogada italia.jpeg

A psicóloga e pesquisadora Maíra Colombarolli conseguiu dois meses de prorrogação na bolsa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível Superior (CAPES) e continuará os estudos na Itália até setembro. A doutoranda avalia o funcionamento afetivo e cognitivo de mulheres que passaram por cirurgia bariátrica para identificar quais levam a ganhar peso outra vez.

Estudante da Universidade de São Paulo (USP), Maíra participa do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Faculdade de Filosofia, Ciência e Letras de Ribeirão Preto desde 2018. No começo deste ano, rumou para a Universidade de Turim, onde mantém sua pesquisa.

A bolsa viabilizou a experiência acadêmica na Europa. Um mês depois, no entanto, as atividades foram paralisadas por causa da pandemia. O projeto ficou parado por dois meses. “A CAPES foi muito atenciosa durante esse período. Sempre obtive rápidas respostas e apoio do técnico responsável. Foi possível resolver todos os meus problemas com facilidade”, disse a pesquisadora.

Maíra usa o Método de Rorschach (teste baseado em manchas de tinta) e funcionamento cognitivo a partir de avaliações neuropsicológicas, ou seja, de estudo das relações entre o cérebro e o comportamento humano. A segunda parte do trabalho, a reavaliação, teve que ser retirada do projeto porque o serviço do hospital na cidade está ssuspenso. No entanto, graças à CAPES, que garantiu seu compromisso com a pesquisa colaborativa, a análise dos dados continuou. A instituição italiana se adaptou durante a pandemia e ela consegue manter boa parte do seu estudo on-line, as caminho de concluir seu doutorado.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES 

Compartilhe o que você leu