Notícias Evento de Egiptologia recebe recursos da CAPES
Museu Nacional

Evento de Egiptologia recebe recursos da CAPES

Publicado: Terça, 24 Setembro 2019 17:29 , Última Atualização: Terça, 24 Setembro 2019 17:59

Com o recurso orçamentário de 2019, por meio do Programa de Apoio a Eventos (PAEP), a CAPES apoiou a execução de 829 ações, em todas as áreas do conhecimento. Entre elas está a sétima edição da Semana de Egiptologia do Museu Nacional (SEMNA), que acontece entre os dias 30 de setembro e 04 de outubro, na Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro.

Promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Arqueologia do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o evento, que reúne especialistas da área de Egiptologia, terá palestras, mesas de debates, conferências, apresentações e minicurso sobre Arte Egípcia. Um dos objetivos da SEMNA é despertar o interesse pelo tema fora dos muros da universidade, aproximando a população dos pesquisadores.

Juntamente com a exposição de objetos da coleção egípcia recuperados após o incêndio que consumiu o prédio do Museu Nacional, em 2018, o Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) irá expor, pela primeira vez no Brasil, a recriação – em realidade virtual – de uma múmia com dois mil anos, comprada por Dom Pedro I e destruída pelo fogo.


PAEP 2019
O Programa concede apoio financeiro à realização de eventos de caráter científico e tecnológico de curta duração no País, com envolvimento de pesquisadores, professores e alunos dos programas de pós-graduação.
Com a execução dos editais 29/2018 e 7/2019, a CAPES investiu mais de R$31 milhões em eventos que serão executados até 30 de janeiro de 2020.


Museu Nacional
Após o incêndio ocorrido em 2018, a CAPES liberou mais de R$ 2,5 milhões para a manutenção dos programas de pós-graduação da UFRJ que funcionam no Museu Nacional: Antropologia Social, Arqueologia, Geociências: Patrimônio Geopaleontológico, Ciências Biológicas (Zoologia) e Linguística e Línguas Indígenas.

Logo após o ocorrido, uma comissão da Coordenação fez uma visita técnica à área afetada para identificar os prejuízos. Na ocasião foi mensurado o valor a ser repassado e o direcionamento dos recursos, sendo definido R$ 2 milhões para investimentos e R$ 533 mil para custeio dos projetos.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu