Este seminário possui como objetivo discutir como os sistemas de informação que apoiam a gestão da pesquisa e da pós-graduação brasileira podem evoluir em sintonia com os níveis mais elevados de soluções contemporâneas em governo eletrônico. O avanço da tecnologia, apesar de na maioria das vezes facilitar o nosso cotidiano, ainda não garantiu a comodidade de uma gestão totalmente integrada das informações pessoais e de pesquisa.

Pensando nisso, os principais agentes promotores da ciência brasileira resolveram se unir no intuito de intercâmbio de informação de pesquisa de forma mais sistêmica, sustentável e transparente, permitindo melhor acompanhamento e definição de políticas públicas. CAPES, CNPq, IBICT, CONFAP e SCIELO formaram um consórcio inédito no país com o objetivo de reduzir o tempo dos pesquisadores em informar dados repetidamente em várias fontes, além de proporcionar melhoria da qualidade dos dados disponíveis.

Esse consórcio adotou o ORCID como principal meio de atingir seu objetivo, alinhado com várias iniciativas mundiais. O ORCID é uma organização sem fins lucrativos, que oferece um identificador digital persistente para pesquisadores, conectando-os às suas afiliações e atividades por meio da integração com editoras, agências de financiamento e bases de dados das instituições de pesquisa. As mais importantes instituições de ensino e pesquisa do mundo usam ORCID para reduzir redundâncias e automatizar fluxos de informação, ganhando mais tempo para pesquisar, publicar e divulgar.

O evento de lançamento do consórcio do ORCID, a realizar-se no dia 22 de maio na CAPES em Brasília, contará com membros do consórcio, parceiros internacionais e representantes do ORCID.

Este acordo é particularmente exitoso pois envolve, a nível nacional, as principais instituições responsáveis pela coleta e divulgação das informações de pesquisa. Ele representa, sobretudo, um passo importante para a integração, através de um sistema colaborativo com interface internacional, das informações brasileiras de pesquisa, de forma abrangente e sustentável e alinhado com diversas iniciativas mundiais.

No marco do consórcio, o ORCID funcionará como um hub, assegurando menor trabalho manual para os pesquisadores proverem informações de publicações e pesquisa a distintos sistemas demandantes, garantindo maior qualidade dos dados e facilitando a troca dessas informações de pesquisa entre os diferentes sistemas, de forma transparente e imediata.

Ainda, no dia 23 de maio, vamos discutir como os sistemas de informação e a gestão do conhecimento podem apoiar as organizações e agências governamentais na redução da sobrecarga de trabalho, na otimização de processos e na melhoria da qualidade dos dados. Contaremos com a presença de especialistas nacionais e internacionais em temas de governo eletrônico, sistemas CRIS, interoperabilidade de sistemas e qualidade de dados.