Notícias Conselho Técnico e Científico discute calendário de avaliação
COLETA

Conselho Técnico e Científico discute calendário de avaliação

Publicado: Sexta, 24 Julho 2020 15:51 , Última Atualização: Sexta, 24 Julho 2020 16:00

Impacto da pandemia pautou encontro do CTC-ES, que também abordou o Qualis

22072020 foto dentro materia reuniao presidente

O Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) debateu, em reunião virtual nesta quarta-feira, 22, as etapas preparatórias (calendário) para a avaliação quadrienal dos programas de pós-graduação (PPG) stricto sensu do país, e o Qualis Referência, sistema de classificação de periódicos de produção científica da pós-graduação.

Entre as questões pendentes, e para atender aos pedidos de  muitas instituições, foi deliberado que ao longo do segundo semestre deste ano será permitido aos PPG o reenvio dos dados referentes aos anos de 2017, 2018 e 2019 (Recoleta). Esta ação possibilitará rever, inserir e complementar informações requeridas para a avaliação quadrienal, tornando assim mais fidedigno o desempenho de cada programa. O uso de informações mais acuradas tornará o processo de avaliação em curso mais efetivo e representativo da sua realidade.

O fim do prazo para a coleta referente ao ano de 2020 (homologação pelas pró-reitorias das instituições de ensino superior) será em março de 2021. Após o envio destes dados, os programas de pós-graduação terão uma nova data-limite para efetuar a seleção e a justificativa dos seus produtos de destaque do quadriênio. Os procedimentos são feitos pelo sistema Coleta na Plataforma Sucupira da CAPES.

O Conselho decidiu ainda adotar o Qualis-Referência — que qualifica a produção por meio do uso combinado de indicadores bibliométricos e um modelo matemático — para avaliar a maior parte dos campos de Ciências Exatas e da Vida. Para as Humanidades, haverá também uma metodologia-referência para o nivelamento, mas utilizando o índice “h” como predominante, facultando também a subdivisão em subáreas e em idiomas dos periódicos, em conformidade com os diferentes áreas. Por fim, delimitou-se o percentual mínimo de 50% do total de publicações para definir a área-mãe de um periódico.

Benedito Aguiar, presidente da CAPES, enfatizou o impacto do coronavírus no sistema educacional. “Trouxemos sugestões que levam em consideração a pandemia, esse momento atípico que temos vivido em 2020”, disse. Também participaram do encontro Sérgio Avellar, diretor substituto de Avaliação da Coordenação, e coordenadores das áreas de avaliação.

Avaliação Quadrienal

Cabe à CAPES a função de avaliar continuamente os mais de sete mil cursos de pós-graduação distribuídos em mais de 350 instituições de ensino superior. A cada quatro anos os dados sobre os PPGs são consolidados e geram notas de 3 a 7. Os programas 6 e 7 são considerados de excelência.

Desde 2017 o modelo de avaliação passa por estudos e será modificado a partir do próximo ciclo, com início em 2021. Será adotado o modelo multidimensional, avaliando cinco dimensões: Formação, Pesquisa, Transferência de Conhecimento/ Inovação, Internacionalização/ Inserção Regional e Impacto na Sociedade.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES

Compartilhe o que você leu